CASO qualifica atletas para o Sul-Americano e leva título da Copa Brasil

Os integrantes do Centro de Atletismo de Sobradinho (CASO), do Distrito Federal, deixaram Braganca Paulista com o título de campeão por equipe da Copa Brasil Loterias Caixa de Marcha Atlética obtido no último dia 9. E também o recorde brasileiro de Caio Bonfim nos 35 km, que veio com o tempo de 2:33.57 e o seu 11º título da competição.

O CASO somou 99 pontos na classificação geral (46 no masculino e 53 no feminino), seguido das equipes catarinenses AABLU, com 24 pontos, em segundo, e Balneário Camboriú, com 19, em terceiro. A Curitiba SMELJ, com 19 pontos, também ficou empatada na terceira colocação no geral. No feminino,  a Curitiba SMELJ (13 pontos) foi segunda e a Geração Atletismo Cianorte (11) a terceira. No masculino, a AABLU ficou em segundo (18) e a Atletas com Futuro em terceiro (8).

“Nosso objetivo era colocar atletas em todos os pódios de todas as categorias (adulto, sub-20, sub-18 e sub-16), no masculino e feminino, e nós conseguimos. Temos uma qualidade grande de atletas e estamos fazendo história na marcha atlética brasileira”, afirmou Gianetti Sena Bonfim, treinadora da equipe.

A equipe conquistou 16 medalhas, incluindo pódio triplo nos 35 km masculino – com Caio Bonfim, Diego Lima e Max Batista dos Santos – e nos 35 km feminino, com Elianay Barbosa – e a medalha de ouro nos 20 km feminino, ganha por Gabriela Muniz em sua estreia na categoria adulta na Copa Brasil de Marcha.

“Nós treinamos nos dias 24, 25, 31 e 1, trabalhamos e não medimos esforços para que esses meninos pudesse estar na melhor forma possível na competição. Classificamos 14 atletas para o Sul-Americano de Marcha e vamos seguir treinando para mais qualificações”, completou Gianetti. O Campeonato Sul-Americano de Lima, no Peru, será nos dias 5 e 6 de fevereiro. Disse que a maioria dos integrantes da equipe estava gripada, mas competiu “a base de gemada”.

Segundo a treinadora, para o Mundial de Marcha Atlética de Mascate, Omã, em março, o CASO já qualificou Elianay Barbosa nos 35 km, Caio Bonfim, nos 20 km e nos 35 km, Gabriela Muniz, nos 20 km, Diego Lima e Max Batista dos Santos nos 35 km. “Está faltando colocar o sub-20, o que vamos batalhar no Sul-Americano.”

O presidente do Conselho de Administração da CBAt, Wlamir Motta Campos, comemorou a abertura do calendário oficial do atletismo brasileiro com a Copa Brasil Loterias Caixa de Marcha Atlética e o recorde brasileiro nos 35 km, que vai substituir os 50 km no Mundial de Atletismo, que será em Eugene, Oregon, nos Estados Unidos, em julho. “A abertura da temporada com a quebra de um recorde brasileiro pelo Caio Bonfim, nos 35 km da marcha atlética, é uma sinalização positiva. Que sirva de inspiração para outros atletas”, disse Wlamir.

Fonte: https://cbat.org.br/novo/competicoes/copa_marcha/2022/noticia.php?&id=47222

 

0 Avaliações

Escreva a avaliação

casoatletismo

Ler anterior

Copa Brasil de Marcha Atlética abre calendário nacional

Read Next

Equipe do CASO vai disputar Copa Sul-Americana de Marcha, que acontecerá em Lima, Peru, nos dias 5 e 6 de fevereiro

Deixe sua resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *