TROFÉU BRASIL – Caio Bonfim obtém índice olímpico pela quarta vez

O brasiliense Caio Bonfim (CASO-DF) obteve na manhã deste sábado (12/6) pela quarta vez o índice olímpico (1:21:00) exigido pela World Athletics para os 20 km marcha atlética, que serão disputados no dia 5 de agosto em Sapporo, no Japão. Ele venceu a prova dos 20.000 m do 40º Troféu Brasil Loterias Caixa de Atletismo, com o tempo de 1:20:14.92, estabelecendo novo recorde da competição no Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa, na Vila Clementino, em São Paulo. O recorde anterior era de Moacir Zimmermann, com 1:21:02.5 desde 2011.

Já convocado oficialmente para a prova olímpica dos 50 km, o marchador disputa na manhã deste domingo (13/6) os 35 km do torneio, considerado o principal entre clubes da América Latina, em um circuito de 1 km a ser montado no estacionamento do Bragança Garden Shopping em Bragança Paulista (SP).

“É o segundo Troféu Brasil com minha prova na pista, o que não é igual ao do Japão num circuito de rua. Temos de entender a situação de pandemia e tentar fazer o melhor. Gostei de minha atuação e por pouco não quebro o meu recorde sul-americano”, disse, referindo ao tempo de 1:20:13.68, alcançado no dia 25 de abril, em Bragança Paulista. “Estou feliz porque o Caio de 30 anos está superando o Caio de 20”, brincou.

Depois de marchar com seu ritmo predeterminado nos primeiros 10.000 m, ele resolveu forçar. Viu que tinha chance de bater o recorde sul-americano e fez a última das 50 voltas em 1.21, ficando a pouco mais de um segundo da marca. Ele completou a distância sem nenhuma advertência. “Gosto de marchar rápido. Consigo manter a técnica e a velocidade”, disse o atleta que não pôde disputar na semana passado o GP de La Coruña, na Espanha, que não aceita a entrada de brasileiros no país. “Encaro a situação com tranquilidade. Cada porta que se fecha acho que era melhor não participar mesmo.”

A prova do domingo (13/6) foi a última de Caio Bonfim antes da Olimpíada. “Ainda não temos a programação da Confederação Brasileira e do COB, mas o importante é focar no treinamento e esperar a definição”, comentou o brasiliense, que ganhou o Troféu Brasil pela nona vez.

A medalha de prata ficou com o catarinense Matheus Gabriel de Liz Correa (AABLU-SC), também qualificado para a Olimpíada nos 20 km. Ele completou a prova em 1:22:13.57. “Não consegui fazer os últimos 10.000 m mais rápidos do que os primeiro. Mas achei que fui bem”, observou o atleta de 21 anos, que tem uma prova ainda em Santa Catarina antes de viajar para os Jogos. O paulista Lucas Gomes de Souza Mazzo (CASO-DF) ficou com a medalha de bronze, com 1:24:52.23.

Fonte: https://cbat.org.br/novo/competicoes/trofeu_brasil/2021/noticia.php?&id=30753

0 Avaliações

Escreva a avaliação

casoatletismo

Ler anterior

Atletas do CASO participam da 40ª edição do Troféu Brasil Loterias Caixa de Atletismo

Read Next

TROFÉU BRASIL: CASO ATLETISMO VENCE OS 35 KM MARCHA ATLÉTICA

Deixe sua resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *